NOVIDADES VIA EMAIL

Receba atualizações do site diretamente em seu e-mail.

ESTATISTICAS

Posted by : Unknown

imagem




Desde a aquisição da ATI pela AMD em 2006, suas placas de vídeo passaram por uma grande evolução tecnológica. Um exemplo disso é a AMD Radeon 6970, último lançamento da empresa, que chegou ao mercado norte-americano no final de 2010 e só agora começa a aparecer nas lojas de informática de todo o Brasil.

Apesar de seu preço salgado, cerca de R$ 1600, a placa prova que pode rodar jogos com quase todos os efeitos no máximo e sem deixar o micro engasgar na hora mais importante: a da diversão. UOL Jogos testou a placa e traz os resultados.

Conhecendo o brinquedinho

Medindo 27 centímetros de comprimento a Radeon HD 6970 é a primeira placa de vídeo da AMD que traz a arquitetura Cayman, que em português claro, tem um desempenho melhor em aplicativos que usam intensamente mudanças geométricas repentinas, ou seja, jogos. Isso tudo porque a placa tem 2 GB de memória GDDR5 que opera a 1375MHz. Teoricamente a placa pode processar 176GB/s de dados por segundo, um número robusto e de respeito.

Além disso, no lado controlador a HD 6970 tem um novo software de controle, o Catalyst Control Center, no qual os jogadores mais observadores podem fazer ajustes para melhorar as imagens. Outro recurso da GPU é a tecnologia PowerTune, que roda em segundo plano ajustando o desempenho da placa ao mesmo tempo que previne superaquecimentos – e impedindo que o investimento feito não seja jogado pelo ralo.

A placa de vídeo tem duas saídas mini-DisplayPort 1.2, um conector HDMI 1.4a e dois plugs DVI-D. O DisplayPort 1.2 é um novo padrão de saída de vídeo que permite ligar até três monitores. Para isso, é necessário que os monitores sejam compatíveis com o padrão e sejam ligados em cascata (um ligado no outro) ou usando um hub de transporte multi-stream Eyefinity (de preferência um recomendado pela AMD). No frigir dos ovos, isso significa ligar até seis monitores simultaneamente, o que é ótimo para profissionais de vídeo que precisam de uma área de trabalho enorme.
imagem

Resultados dos testes

Para fazer os testes, foram usados os jogos “F1 2010″ usando a análise de dados do jogo, “StarCraft II” e “Call of Duty: Modern Warfare 2″ com vídeos capturados com o sofware Fraps, que analisa os quadros por segundo dos gráficos exibidos. Além dos indispensáveis benchmarks 3DMark.
RESULTADOS

3DMark Vantage 15.782 Pontos
3DMark 11 Extreme 5.212 Pontos
3DMark 11 Performance 1.783 pontos
F1 2010 74 fps (max)
StarCraft II 80 fps (max)
Call of Duty: Modern Warfare 2 84 fps (max)

>O teste feito com o 3DMark Vantage é chamado de teste sintético, que não representa o desempenho real da máquina em jogos, mas serve para dar uma ideia de como a placa vai se comportar em jogos que utilizam a tecnologia DirectX 10.

Para tal, o teste foi realizado na resolução de 1680 por 1050 pixels. Nesse caso a 6970 marcou impressionantes 15.782 pontos. Entretanto, quando usado a opção de comparar com outros resultados de máquinas cadastradas no site do 3DMark é possível notar que em todos os casos a placa da Nvidia GTX 570 se sai melhor.

Já o resultado usando o DirectX 11 a 9670 foi muito além. Com esse Benchmark é possível usar as configurações Performance e Extreme. Na primeira opção, a GPU marcou 5.212 pontos e na segunda foram 1.783 pontos. Esse desempenho mostra o diferencial de 2 GB de memória embutidos na placa.

Se teoricamente este modelo da Radeon HD se saiu bem, o melhor é testá-la no que interessa: os jogos. Veja os resultados abaixo
fps
Ao rodar “F1 2010″ na máxima qualidade é possível ver todos os pequenos detalhes em alta definição. O jogo possui um benchmark apurado que foi adicionado no primeiro patch de atualização. Com isso foi possível fazer o teste com os gráficos na máxima qualidade em DirectX 11 e com 8X de Multisample Anti-Aliasing.

Na resolução de 1280X720 o jogo chegou a picos de 84 frames por segundo e caindo para 74 quadros em momentos de grandes movimentações na pista. Já com a exibição em gigantescos 1680X1050 o pico foi de 74 quadros e teve quedas para 61 frames. Um resultado excelente e acima das expectativas dos fãs de jogos de corrida.
Em “StarCraft II” foi usado o software Fraps para gravar o vídeo em 60 quadros por segundo enquanto o jogo rodava o mapa “Nexus Wars”, no qual é possível ter mais de quase mil elementos se movimentando na tela, um teste e tanto para qualquer placa de vídeo. O jogo foi configurado para rodar na resolução Ultra
Na resolução de 1280X720 “StarCraft II” jogo chegou a picos de 90 frames por segundo e caindo para 82 quadros em momentos de grandes movimentações na tela. Já com a exibição em 1680X1050 o pico foi de 80 quadros e teve quedas para 72 frames. Uma façanha e tanto.
Um dos jogos de tiro mais jogados de todos os tempos teve seu teste realizado em DirectX 9 com a cofiguração de tela em 1680X1050 com todos os gráficos no máximo e 4X de Anti Aliasing. Assim como “StarCraft II” foi usado o Fraps para fazer a análise dos quadros por segundo.

Foi usado o estágio Team Player do primeiro ato para fazer o teste. Por ser um jogo de 2009 era de se esperar um resultado maior, já que o pico de animação foi 87 fps e com valor mínimo de 46. Por outro lado, isso mostra que a placa trabalha melhor em tecnologias mais avançadas, como o DirectX 11, o que significa que em jogos futuros seu desempenho continuará em alta.

Consumo de Energia

Como toda placa de vídeo para entusiastas é necessário ter uma fonte portentosa. Segundo a AMD, é necessário alimentar a máquina com no mínimo 550 watts, sendo que ela sozinha pede um cabo de 150W de oito pinos e outro de 75W de seis pinos. Ou seja, só para alimentar a alta definição lá se vão 225W. Por este motivo é necessário ter energia de sobra no computador.

Conclusão

A AMD Radeon 9670 é uma placa de vídeo para entusiastas e ponto final. Com uma arquitetura robusta, ela roda todos os jogos da atualidade, sempre mantendo resultados excelentes. Seu grande número de conexões de saídas de vídeo permite ter uma central de monitoramento com apenas um computador. Claro que para ter uma belezinha dessas na máquina é preciso desembolsar uma grana preta, mas o custo benefício vai proporcionar jogos em alta definição por mais alguns anos.

FICHA TÉCNICA
Fabricante AMD
Clock 880 MHz
Memória 2 GB GDDR5
Largura de banda 176 GB/s
Requisitos Alimentação 550W reais
1GB de memória RAM
Preço Médio R$ 1600
Ponto forte Diversos tipos de saída de vídeo
Ponto Fraco O resultado em “Call of Duty: Modern Warfare 2″ foi abaixo do esperado

Leave a Reply

Regras Para Comentar:
*É Proibido Fazer Propaganda de Sites/Blogs.

*Faça o Comentario sobre o Artigo em Questão.

*Não Xingue, ou Fale Palavras de Baixo Calão.

*Respeite As Opniões de Outros Visitantes!.

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © 2013 MultiGamer - Fansuber Otaku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -