NOVIDADES VIA EMAIL

Receba atualizações do site diretamente em seu e-mail.

ESTATISTICAS

Posted by : Unknown





imagem


Apesar de já contar com dois títulos anteriores, em que Marcus Fenix decompõe diversos alienígenas munido da serra-elétrica mais ensanguentada dos games, a raça humana continua em iminência de extermínio.

Por outro lado, os locust não comemoram nenhuma vitória, já que suas forças começam a se esvair ao enfrentar não somente humanos, mas também os lambent. A horda Locust, que considerava os lambet uma forma de vida inferior e parasitária, está cada vez mais escassa, mas mantém-se firme na tentativa de conquistar Seran.

Para piorar a ambiência de “Gears of War 3”, a organização responsável por deter a ameaça Locust – conhecida como COG (Coalition of Ordered Governments) – foi desmantelada, e seu presidente, Prescott está desaparecido.

Os poucos remanescentes da espécie humana se aglomeram em um navio chamado Raven’s Nest, que sofre ataques e emboscadas de monstros que emergem das águas. A dupla de heróis também suporta problemas pessoais: Adam Fenix, pai do musculoso protagonista está vivo, mas é prisioneiro da rainha Locust. E Dom, melhor amigo de Marcus, desenvolveu um gosto por álcool nada saudável.

imagem


União dos Poderes

A contenda só pode se concluir com a diligência dos combatentes, que ganham novos armamentos – na hora da necessidade, os campeões criam armas improvisadas e bem interessantes –, mais alguns recrutas ao Delta Squad, e esforços combinados.

Quando a Epic fala em “juntar forças”, elas não se referem somente aos novos personagens jogáveis: Tai Kaliso, um guerreiro espiritual; Chairman Prescott, o líder do COG; Dizzy Wallin, um recruta do COG; e a esposa de Dom, Maria Santiago. A união acontece no mundo real, já que “Gears 3” conta com um modo cooperativo para até quatro jogadores, que podem assumir a faceta de Marcus, Dom, Anya Stroud, e Jayson Stratton (mais um novato).

O melhor é que, ao inverso dos jogos anteriores, a desenvolvedora vai usar seus próprios servidores, o que deve garantir que as campanhas não sofram por falta de jogadores. A comunicação por voz também está garantida, bem como a segurança das informações dos dados, para que não sejam corrompidos, como ocorreu em “Gears of War 2”.

Outras mudanças importantes foram realizadas na engine Unreal, a fim de incluir melhorias de iluminação e sombreamento, afinal o planeta, mesmo um tanto gasto, ainda conta com vegetação e um céu que deve dar cor aos ambientes. O jogo tem ainda uma mecânica que altera os cenários à medida que você passa por eles e completa missões.

imagem


Diversos modos e estilos

Certamente, seus momentos mais prazerosos nos títulos anteriores foram às participações em cenas de violência legítima, com sangue que escorria pela tela, e para todo o lado. Pois bem, as execuções estão de volta – pode pausar para comemorar. Sem contar algumas adições atraentes na jogabilidade, como a possibilidade de tomar os corpos dos alienígenas do chão para servir de escudo e ainda colocar bombas em seus cadáveres, atirar granadas em paredes e apreciar a chacina e, em minha opinião, o mais importante de tudo: duelos de serras elétricas.

Além disso, foram relevadas armas bem inteligentes, como uma espingarda que pode atirar duas balas ao mesmo tempo: uma para trás e outra para frente; um rifle semiautomático que aumenta a potência cada vez que é usado de forma sequencial; e granadas de fumaça, explosivas e incendiárias, entre outros.

imagem


Há várias maneiras de se jogar “Gears of War 3”, incluindo um modo arcade, que permite partidas personalizadas, e oito modos multiplayer. Entre eles estão o Horde Mode, em que cinco jogadores devem combater 50 ondas recheadas de locusts, e o Wingman Mode, que permite que cinco jogadores coloquem à prova suas habilidades, para ver quem é o último de pé. Se você nunca experimentou nenhum game da série, não tema: o modo Training Grounds lhe dará espaço para praticar antes das pelejas.

Como qualquer final de trilogia, há uma mistura de frio na barriga de expectativa e o receio de que o último capítulo da saga não esteja à altura de todas as suas realizações até agora. Porém, com muita atenção aos detalhes – inclusive, com orelhas bem abertas aos comentários da comunidade – “Gears of War 3”, faz mais do que prometer ser um belo game, mas também aguça os sentidos para uma batalha mais dolorosa, cruel e sanguinária.

Também espere por criar laços com personagens e amigos que toparem encarar a luta juntamente com você. Afinal, como propõe o slogan do jogo: “Irmãos até o fim”

Fonte:Internet

Leave a Reply

Regras Para Comentar:
*É Proibido Fazer Propaganda de Sites/Blogs.

*Faça o Comentario sobre o Artigo em Questão.

*Não Xingue, ou Fale Palavras de Baixo Calão.

*Respeite As Opniões de Outros Visitantes!.

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © 2013 MultiGamer - Fansuber Otaku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -